sábado, 11 de junho de 2005

Grantur vai voar para a Turquia com a Turkish Airlines

Na sessão que marcou o início das operações da Turkish Airlines para Portugal, o turisver.com falou com Apo Corhulu, director-geral da Grantur, operador especializado no destino Turquia, para saber quais os reflexos que a introdução destes voos vão ter na sua programação. Para este responsável, trata-se de uma “operação importante, porque antes apenas programávamos a Turquia em voos charter, durante a época alta e uma vez por semana, enquanto agora dispomos de uma operação regular, com três frequências semanais e durante todo o ano”. Assim, disse “a programação era, forçosamente, limitada”, o que não acontecerá a partir de agora até porque “à partida de Istambul, podemos ir para mais de 20 aeroportos dentro da Turquia e mesmo a Chipre”, o que abre um mundo de possibilidades em termos da programação. Trata-se, garantiu “de uma grande oportunidade para nós”, pelo que “a Grantur este ano aboliu os charters para a Turquia e toda a programação será feita com a Turkish Airlines”.

Aliás, Apo Corhulu adiantou-nos que “a Grantur assumiu um compromisso bastante importante de comprar, até 31 de Outubro, metade da capacidade de cada avião, em económica”. Segundo este responsável, esta decisão já estar a dar resultados e “a Turquia está a vender muito bem, a um nível que só atingimos em 1998”, até porque, apesar de ser operado em voo regular, a Grantur não aumentou os preços dos seus pacotes turísticos. Até ao final do Ano, a Grantur espera poder transportar cerca de quatro mil passageiros para a Turquia, mas o objectivo “é ultrapassar, no próximo ano, os 10 mil passageiros”.

Sobre a companhia aérea sublinhou o facto de ter a frota mais moderna da Europa, tendo adquirido o ano passado 51 novos aviões, e ressaltou igualmente a aposta na qualidade dos serviços prestados, tanto em assistência em terra como a bordo. Destacou ainda o facto de a Turkish possibilitar boas ligações, à partida de Istambul, para os mais diversos destinos na Ásia, Médio Oriente e Europa de Leste. Apo Corhulu era, aliás, uma pessoa bastante satisfeita com o início das operações entre Istambul e Lisboa, tendo-nos até recordado que “estive no acto de assinatura do acordo aéreo entre a Turquia e Portugal, há mais de 10 anos”.

Fonte: turisver.com

CateringPor fornece catering para a Turkish Airlines

A CateringPor, empresa de Catering do Grupo TAP, assinou um contrato para fornecer o serviço catering aos passageiros da companhia aérea turca Turkish Airlines, que inicou no dia 7 de Junho voos regulares entre Istambul e Lisboa.

A CateringPor passa assim a abastecer aquela companhia, cuja operação entre as duas cidades conta com três frequências semanais – às terças, quintas e Domingos – e se prevê venha a traduzir-se num quantitativo médio anual de 19 mil refeições.

A Turkish Airlines junta-se, deste modo, à lista de clientes da CateringPor que, actualmente, presta serviços de catering a 20 das principais companhias de aviação que operam para Lisboa, entre as quais se destacam a TAP Portugal, SATA, Lufthansa, Varig, British Airways, Air France e algumas companhias charter, além de confeccionar igualmente as refeições para os passageiros dos comboios Alfa no percurso Lisboa/Porto.

Fonte: turisver.com

quarta-feira, 8 de junho de 2005

Turkish Airlines iniciou operação para Portugal

A Turkish Airlines deu início às suas operações regulares para Portugal, ligando Istambul a Lisboa, com três frequências semanais. Temol Kotil, presidente e CEO da companhia turca disse ao turisver.com esperar que, com o início destes voos se estreitem ainda mais as relações entre os dois países, se desenvolvam os negócios e os fluxos turísticos.

Os voos da Turkish Airlines para o nosso país iniciaram-se ontem, com a primeira das três frequências semanais entre Istambul e Lisboa, que terão lugar às terças, quintas e domingos. Os voos saem de Istambul às 10.25, chegam à Portela às 13h10, de onde partem uma hora depois, para aterrarem na capital turca pelas 20h35.

A realização de voos para o nosso país é uma aspiração antiga da Turkish Airlines que, segundo o CEO da companhia, Temol Kotil, levou “mais de 10 anos a concretizar”. “Agora era o momento certo”, afirmou ainda ao turisver.com, na certeza de que “hoje já há procura, por parte do mercado, que nos permita a realização dos voos”. Outra das razões que levou agora ao início desta operação regular reside no facto de “agora, os dois países estão a cooperar em diversas áreas e Portugal é um dos países que mais está a ajudar-nos a entrar na União Europeia”, disse ainda ao turisver.com o CEO da Turkish Airlines.

A isto soma-se o “crescente interesse dos turistas portugueses pelo destino Turquia, que nos faz acreditar que temos mercado para a operação”, acrescentou o vice-presidente sénior Faruk Çizmecioðlu, que considerou igualmente que o facto de a operação se ter iniciado desde logo com três voos, num Boeing de 164 lugares “não representa um risco”. Segundo o CEO da companhia aérea turca adiantou ao turisver.com, as expectativas para o primeiro ano de operações são de atingir um “load factor situado entre os 60 e os 70 por cento”. Temol Kotil foi ainda mais longe ao afirmar que a Turkish Airlines pode fazer da Turquia uma porta de entrada dos turistas portugueses na Ásia, tal como Lisboa como ser a distribuidora de tráfego de e para a América do Sul e África.

A Turkish Airlines, que transporta anualmente cerca de 12 milhões de passageiros, voa actualmente para 104 destinos, 27 internos e 77 internacionais, e dispõe de uma frota composta por aviões Boeing e Airbus com uma média de seis anos.

Fonte: turisver.com