sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Turkish começa a vender bilhetes em fevereiro

Agora é oficial. O executivo Atagun Kutluyuksel é o diretor Brasil da Turkish Airlines. Kutluyuksel está no País, em sua segunda visita, e já comemora a primeira conquista da viagem. “Ontem recebemos a primeira autorização da Anac, que nos formaliza como companhia aérea apta a abrir escritório no Brasil e contratar funcionários”, explicou o diretor. “A Anac foi muito eficiente e cumpriu cada um dos itens acordados na primeira visita”, completou. Ainda faltam outras autorizações relacionadas à operação, mas não houve alteração nos prazos. “Vamos abrir o escritório em fevereiro e começar a voar em 29 de março”, disse. "As vendas de bilhetes começam em fevereiro", confirmou.

Na primeira fase da operação, a companhia terá dois vôos semanais na rota Istambul-Dakar-São Paulo. Estão em andamento negociações com a Infraero em relação aos slots no aeroporto de Guarulhos. O diretor acredita que vão conseguir fechar o plano de chegar em São Paulo às 19h30 e partir às 23h30. “Estes horários permitirão conexões muito interessantes para os passageiros que partem do Brasil rumo a qualquer outro país da Europa”, explicou.

Na primeira etapa da companhia no Brasil, a Turkish terá entre 20 e 30 funcionários, incluindo vendas, marketing e aeroporto. Foram enviados cerca de 150 currículos e as entrevistas começam nesta semana. “Não viemos para o Brasil apenas para ser mais uma empresa internacional. Viemos para ficar, queremos operar e aprimorar o relacionamento entre Brasil e Turquia”, definiu. O diretor afirmou ainda que a companhia quer chegar ao mercado com preços bastante competitivos e que os agentes de viagens serão os grandes parceiros comerciais. “Nós apreciamos o trabalho dos agentes e operadores, eles nos trazem divisas e são muito bem vindos”, disse Kutluyuksel.

O equipamento que será utilizado na operação entre o Brasil e a Turquia será o Airbus A-340-300, com 280 assentos em duas classes. Em novembro, a companhia quer atingir quatro freqüências semanais e implantar o equipamento Boeing 777. “Acabamos de comprar três novos B777, que devem chegar ainda este ano e que vamos colocar inicialmente nas rotas para a Ásia”, disse o diretor Brasil, completando que a Turkish tem hoje uma frota de 120 aviões e quer chegar em 2023 com 250 aeronaves. Mais informações no www.thy.com.

Fonte: Panrotas

domingo, 7 de dezembro de 2008

Turkish solicita autorização formal para operar no Brasil

A companhia turca Turkish Airlines solicitou formalmente à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) autorização de funcionamento jurídico no Brasil para exploração de serviço de transporte aéreo internacional regular de passageiro, carga e mala postal. A intenção da companhia é começar as operações no País em março de 2009, inicialmente duas vezes por semana (quartas e domingos) na rota Istambul-Dakar-São Paulo.

Fonte: Panrotas

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Turkish quer começar vôos para o Brasil em março

Como adiantado pelo vice-presidente da Turkish Airlines, Orthan Fivrikaya, em outubro, durante evento da Star Alliance em São Paulo, a companhia turca está consolidando os planos para começar a operar os vôos para o Brasil. No inicio desta semana, esteve no País o executivo Atagun Kutluyuksel, que hoje está no cargo de diretor regional da aérea em Israel, mas já é o nome cotado para dirigir a Turkish no Brasil. Kutluyuksel realizou reuniões com a Infraero e com a Anac para ajustar como será a operação. De acordo com o responsável pelo Marketing da Turkish Airlines, José Vassalo, que acompanhou a visita ao Brasil, a empresa confirma que quer voar, inicialmente, duas vezes por semana (quartas e domingos) na rota Istambul-Dakar-São Paulo.

“A carta oficial para a Anac foi apresentada ontem (terça, dia 18) e esperamos ter a resposta o mais breve possível. Já os ajustes com a Infraero em relação aos slots e horários iniciaram esta semana”, explicou Vassalo. De acordo com o executivo, o ideal para a Turkish será chegar ao aeroporto de Guarulhos às 20h e partir às 21h30. “Sei que será difícil atingir o ideal, mas temos flexibilidade para negociar esses horários”, completou.

O plano da empresa é de iniciar a operação em março de 2009. “Se começarmos em março, certamente no verão no Hemisfério Norte já teremos três vôos por semana”, anunciou. O Brasil será o único País na América do Sul atendido pela Turkish, que atualmente voa na América do Norte, África, Europa, Ásia e Oceania (code-share com a Qantas) e no Oriente Médio. O equipamento que será utilizado na operação entre o Brasil e a Turquia será o Airbus A-340-300, com 280 assentos em duas classes. O objetivo é implantar um escritório próprio em São Paulo, com abertura prevista para o inicio de 2009. José Eduardo Assolini, que já passou por empresas como KLM, Varig e Galileo, está acompanhando as negociações e apresentando o mercado brasileiro aos diretores da aérea. O que tudo indica é que Assolini fará parte da equipe no Brasil, mas não há nada confirmado.

Fonte: Panrotas

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Turkish Airlines em Portugal ultrapassou resultados de 2007 em dez meses

Até ao início de Novembro a Turkish Airlines transportou mais passageiros na sua rota entre Lisboa e Istambul do que em todo o ano passado. Um resultado que levam a companhia a ponderar uma quarta frequência semanal a partir do próximo Verão.

Até ao início de Novembro a companhia de bandeira turca transportou cerca de 24.500 passageiros, não só um aumento de 12 % face ao mesmo período do ano passado, mas também um valor já superior ao total de 2007, de 24.300 passageiros. A ocupação média passou de 59 % no mesmo período de dez meses, para 64 %, tendo a companhia aumentado a sua oferta para três voos por semana no último Inverno, no ano passado, à semelhança do Verão, e colocado aparelhos de maior dimensão em vários voos este ano.

Para o director da companhia em Portugal, Metin Kalyoncu, estes são “números muito agradáveis”, que reflectem um maior conhecimento da companhia no mercado português, responsável por mais de 80 % do tráfego na rota, também pelas dificuldades na obtenção de vistos para Portugal na Turquia. Em ponderação está a criação de uma quarta frequência semanal a partir de Abril do próximo ano, a juntar às actuais, às terças, quintas, e domingos. Uma quarta frequência será importante não só para corresponder ao aumento de procura no Verão, mas também para permitir mais possibilidades de ligação para a rede de destinos da companhia. Actualmente, 23 % dos passageiros portugueses na Turkish têm como destino outros países que não a Turquia, sendo Amman, Tel-Aviv, Banguecoque, e Dubai, os mais procurados.
N.A.

Fonte: turisver.com

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Turkish Airlines vai voar para o Brasil

O vice-presidente da Turkish Airlines, Orthan Fivrikaya, está, neste momento, em São Paulo, participando do anúncio da entrada da Tam na Star Alliance. O VP aproveitou a oportunidade para afirmar que, em 12 meses, a empresa vai ter vôos entre o Brasil e a Turquia.

A operação será três vezes por semana e fará a rota Turquia (Istambul)-Senegal (Dakar)-Brasil (São Paulo). O vôo terá duração total de aproximadamente 15 horas, sendo que o trajeto entre Turquia e Senegal dura sete horas e a viagem entre o Senegal e o Brasil mais sete horas, além do tempo da escala. "Nosso foco será o fluxo de passageiros corporativas entre os três países, além do potencial da Turquia como destino turístico", explicou Fivrikaya.

No ano passado, a Turkish Airlines tornou-se uma das companhias aéreas com crescimento mais rápido entre as empresas aéreas européias, em termos de capacidade e de aumento de tráfego.

Fonte: Panrotas

domingo, 6 de abril de 2008

Turkish Airlines aumenta capacidade em Portugal

A procura dos voos da Turkish Airlines entre Lisboa e Istambul está a levar a companhia a usar aviões de maior capacidade. No Verão a oferta vai aumentar em mais de 50 lugares por semana.
Em vários dos voos o habitual Boeing 737-800 de lugares será substituído por um Airbus A321 de 181 lugares, como de resto já aconteceu algumas vezes este ano. Segundo José Vassalo, responsável de marketing da companhia em Portugal, haverá semanas em que o A321 será usado nos três voos semanais da companhia, e está mesmo previsto um A330 de 260 lugares em algumas datas, devido a “pedidos específicos de agentes aqui em Portugal”.

Segundo Vassalo, a procura crescente está longe de se limitar a Istambul, com muitos portugueses a seguirem para outros destinos da companhia, como o Dubai, Cairo, Singapura, e principalmente Amman, na Jordânia, e Síria. “Temos sido inundados pelas agências”, afirma.

Fonte: turisver.com

sexta-feira, 4 de abril de 2008

Turkish Airlines é o novo membro da Star Alliance

A Turkish Airlines acaba de entrar na Star Alliance, tornando-se na 20ª companhia aérea membro desta aliança. Com esta adesão, os clientes dispõem agora de mais 31 destinos à sua escolha, sobretudo na Turquia, Ásia Central e Médio Oriente.

No conjunto, a aliança de companhias aéreas com mais experiência no mundo oferece agora aos seus clientes 18 mil voos diários para 965 aeroportos em 162 países.

Segundo o CEO da Star Alliance, Jaan Albrecht, “com a Turkish Airlines ganhámos uma nova companhia-membro, com um forte mercado próprio baseado numa das economias de mais rápido crescimento no mundo”, acrescentando que “além do mais, passámos assim a poder oferecer os benefícios da Star Alliance a um número mais alargado de novos passageiros e, em simultâneo, simplificámos as viagens dos nossos clientes para muitos dos novos mercados emergentes na Ásia Central e no Médio Oriente”.

A Turkish Airlines é uma das transportadoras aéreas com crescimento mais rápido na Europa (com um aumento do número de passageiros na ordem dos 23,5 por cento, de acordo com a Associação de Companhias Aéreas Europeias) e desfruta de um posicionamento estratégico entre a Europa e o Médio Oriente e a Ásia.

O CEO da transportadora turca, Ternel Kotil, relembra que “este ano, a Turkish Airlines celebra o seu 75º aniversário e a integração na Aliança é um importante passo para assegurar o futuro da companhia, alicerçado sobre a vantagem de fazer a ponte entre a Europa e a Ásia através do seu hub em Istambul e acrescentando, deste modo, valor à rede da Star Alliance.”

Quanto a operações futuras a Turkish Airlines planeia iniciar voos para 11 novos destinos e receber mais 22 aviões.

Fonte: turisver.com