sábado, 16 de março de 2013

Turkish Airlines encomenda 117 Airbus de médio curso

É a sua maior compra de sempre
Presstur 15-03-2013 (14h58) A Turkish Airlines, que se apresenta como uma das companhias do mundo que mais cresce, confirmou hoje uma encomenda à Airbus de 117 aviões de médio curso, 82 em firme e 35 em opção, maioritariamente do modelo A321neo, que transporta 188 passageiros.

A companhia turca, membro da Star Alliance, como a TAP, com a qual opera em code-share a rota Lisboa-Istambul, diz em comunicado divulgado hoje que o seu Board of Directors aprovou a compra à Airbus de 53 A321neo, 25 A321-200, com capacidade para 180 passageiros e quatro A320neo, de 150 passageiros, com opção para mais 35 A321neo.
A companhia diz que os novos aviões começarão a integrar a sua frota a partir de 2015, sublinhando que os 117 aviões dispõem de 21.644 lugares, que acrescerão à sua capacidade actual de 37,8 mil lugares.
Também o fabricante europeu Airbus já confirmou hoje a decisão da Turkish, destacando que é a maior encomenda de aviões de sempre da companhia turca, a qual, ao anunciar a decisão de reforçar a frota avançou que este ano prevê chegar aos 46 milhões de passageiros, mais sete milhões do que em 2012 (ver mais em: Turkish Airlines lucra 60 vezes mais em 2012 com resultado operacional em alta de 192%).
A encomenda de mais de uma centena de aviões de médio curso pela Turkish já tinha sido antecipada pelo seu presidente, Hamdi Topcu, em Janeiro deste ano, que referiu então que, com 35 aviões wide-body de longo curso encomendados, a companhia pretendia focar-se no reforço da frota de médio curso (clique para ler: Turkish planeia encomendar mais de 100 aviões narrow-body). 
A informação divulgada hoje pela Turkish salienta que os seus planos de expansão prevêem que atinja os 90 milhões de passageiros por ano até 2020 e que o seu volume de negócios passe dos quase oito mil milhões de dólares de 2012 para 18 mil milhões no fim da década.
Esta evolução também a vai levar a reforçar o seu quadro de pessoal prevendo passar dos actuais 15.679 efectivos para cerca de 29 mil em 2020, incluindo mais de 5,7 mil pilotos, cerca de 12,5 mil tripulantes de cabina, perto de mil técnicos de manutenção e aproximadamente 9,8 mil posições de staff.
A Turkish diz também que com a chegada dos novos aviões, prevista para os aos de 2015 a 2020, a idade média da sua frota irá baixar dos 6,6 anos actuais para cinco.
A Airbus, por sua vez, destacou que com a encomenda da Turkish, os seus modelos neo atingem em dois anos mais de dois mil aviões encomendados, destacando que permitem às companhias aéreas reduzir o consumo de combustível na ordem de 15%, bem como reduzir as emissões de CO2 e o ruído, além de propiciarem aos passageiros cabinas mais espaçosas.

http://www.presstur.com/site/news.asp?news=41454

Sem comentários:

Enviar um comentário